domingo, 13 de abril de 2008


EU VIVO NUMA POESIA HUMILDE
VIVO TRISTE COM O MUNDO
VIVO COMO TODO O MUNDO

SERIAMENTE VIVO SORRINDO
GOSTO DE PEDALAR
E SENTIR A ADRENALINA CRESCER
O SOPRAR DO VENTO NO ROSTO
LEVANTAR POEIRA, CANTAR PNEU.
VIVO NUM MUNDO ONDE O DONO SOU EU
GOSTO DO MAR DO SOL E DA AREIA
DA LENDA DA NEGRA SEREIA
QUE ME ENCANTA COM SEU CORPO SARADO

AH, TAMBÉM GOSTO DE SER O SANTINHO DESCARADO.
VIVO ILUDIDO NESSA REALIDADE
COMPUTADOR, ONDAS SONORAS
E AMOR EM ALTA-VOLTAGEM.

DESRREGAR PENSAMENTOS INUTEIS
CONSTRUIR O MEU PROPRIO ÉDEM
VIVO SEM COMPROMISSO
NESSE RAMO SÉRIO

ASSUMO A CULPA PELOS INOCENTES
SOLETRANDO CADA PALAVRA COERENTE
SOU INCOMPREENSIVEL
ATÉ PARA O MAIOR DOS INTELECTOS

E DIGA-SE DE POASSAGEM:
SOU MEU PRÓPRIO VENENO
ESCREVO MINHA PROPRIA VERDADE

Heider Santos Gonzaga

2 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom!!! Poesia é palavra erguida!
Um poeta diz nunca quiz dizer, transforma a palavra prosaica a do dia-a-dia em belo!(Aleiton Fonseca, Otavio Paz) Isso é como a poesia é analisada na acadêmia. Assim esmiuçada que tentamos fazer um ou algum entendimento, mas lendo esse lindo poema a teoria pouco diz não é?...Parabéns

carol disse...

Poesia o que seria uma poesia!A poesia tem esse poder de extrair a imaginação...e quando eu vi a poesia de Heider gonzaga..eu me enxerguei nela...e pra isso tem que saber fazer...parabéns.
Carol.

OHENE NIWA

OHENE NIWA
reCaDo dADo !