quarta-feira, 2 de setembro de 2009

ypisilone


este poema é dedicado a todos os irmão e irmães do clube do Ypisilon


Tocar teu rosto negramente límpido
Apertar sua cintura com uma agressividade tântrica
Grudar teu corpo ao meu num formato único
Sugar seus lábios sem explicações Froidianas

Falar censuras no teu ouvido
Perder contigo os sentidos
E correr atrás do perigo
Em qualquer viela soteropolitana
Ou de copa cabana
Ou na garupa rumo a praia de Ipitanga
Em qualquer copa ou cabana
Na mesa, na pia, sofá ou na cama

Abraçar teu corpo mole rente ao meu rígido
“pernas ao leu”
e partir da gênese com um frenético “y”
daqueles esfregados e bem arrochados

Feitiço dos brabos
língua amarrada na boca do sapo!

O céu de estrelas podadas
onde poderia ser Marte ao meio
inundada pela geleira ártica
visitada por um ser plutônico ou plutoniano
Esse aquecimento global ainda me mata
Um halls para refrescar o calor do por do sol no solar do unhão!


Caras e mordidas na boca;
Um leve sorriso,
Cara de coca – cola gelada no deserto,
De gradiadora na arena
Lagrimas de morte eminente
E derrepente

Gritos e gemidos
Poesia pagodiana da mais escrota banda
Feminismo destruído na cama
- Opa! chingaram a minha mãe!

O ardor das tuas unhas cravadas
em minhas costas largas
Estamina, adrenalina
Coração a 180
Pedindo o fim sem querer que nada acabe

Tuas mãos em meus cabelos
Mordidas no travesseiro
Grito supersônico
Terremoto na Bahia!
e mandando o vizinho pra casa do caralho

Olho apertado
Respiração ofegante
Suor derramado

Juízo reencontrado
Sorriso no rosto
Corpo cansado
Baterias descarregadas
Sonolência de beleza
Por uma questão de honra,
agora é minha vez!



zezé olukemi

3 comentários:

Fátima Sekai disse...

Se eu nada pudesse,
Se eu nada visse,
nada poderia eu dizer.
Mas sentir...isso é impossível
Pra quem ferve na mesma batalha
das camas curtas ou largas
dos prazeres desmedidos do gozo
entre bocas, becos e bancos
alheios ou ao meio de estourar a boca do balão.

Sinceramente, gozei com a sua poesia, Olukemi.

Anônimo disse...

Nossa tah de parabéns "Y..." rs.
Arrasou nego, tem q escrever contos eróticos =] haha... Bjokas força! by: Pérola

Um café e um amor quente,por favor disse...

essa poesia m levou a lugares e sensaçoes escondidas na memoria!!!!adoreiiiiiiiii preto

OHENE NIWA

OHENE NIWA
reCaDo dADo !